4 valiosas dicas para morar sozinho

Blog Habitar Viçosa
4 minutos para ler

Para quem está acostumado com a rotina na casa dos pais, o momento de se mudar e viver por conta própria é bastante desafiador.

Para muitos jovens, isso acontece na hora de ingressar na faculdade em outra cidade, por exemplo. Sem o suporte direto da família, surge a insegurança sobre como será a sua rotina nesse novo mundo. Não se desespere!

No início, pode ser um grande desafio, mas essas nova fase se transformará em uma experiência bastante enriquecedora para você. E, seguindo as quatro dicas para morar sozinho que apresentaremos neste post, sua adaptação será mais rápida e fácil. Confira!

1. Pesquise o melhor bairro para morar

O primeiro passo para facilitar sua nova jornada é acertar a localização da sua morada.

Para isso, avalie como será a sua rotina na cidade que escolher para estudar e viver. O ideal é que o imóvel seja próximo à faculdade ou com facilidade de deslocamento até ela, com boa oferta de transporte.

Também é importante verificar se a região dispõe de serviços básico para o dia a dia, como mercado, farmácia, restaurantes, etc. Pesquise, ainda sobre os índices de segurança na região para garantir a sua tranquilidade.

2. Capriche na escolha do imóvel

Acertar na escolha da casa ou apartamento no qual você vai viver nos próximos anos também é fundamental. Você precisa optar por um lugar onde se sinta bem e consiga relaxar entre as atividades acadêmicas.

Considere o espaço que você vai precisar: estudantes que acabaram de chegar na cidade ou que mudarão sozinhos, em geral, preferem os imóveis menores. Além de mais baratos, são mais aconchegantes e dão menos trabalho. Isso sem abrir mão de uma infraestrutura básica, como uma boa cozinha e área de serviço para lavar sua própria roupa.

Outro ponto importante é que seja um local calmo, onde você possa se concentrar nos estudos sem grandes distrações.

3. Planeje suas finanças

Geralmente, quando vamos morar sozinhos é que nos damos conta da quantidade de compromissos financeiros que temos que assumir para manter uma casa.

Além do aluguel, há uma série de despesas menores que, no final do mês, formam um valor considerável. Luz, água, internet, condomínio e outras diversas despesas a considerar.

O ideal é organizá-las em uma planilha e planejar o pagamento de acordo com as suas finanças. Do contrário, você poderá chegar no final do mês no vermelho.

4. Planeje o seu dia a dia

A administração de uma casa, por menor que ela seja, exige organização. Morando sozinho você perceberá o quanto dá trabalho manter tudo em ordem, como acontecia na casa dos seus pais.

Por isso, planeje sua rotina, aliando as atividades da faculdade com o dia a dia da casa. Lembre-se que é você quem será responsável por lavar sua roupa, faxinar a casa e fazer a comida, entre outras tarefas da rotina do lar.

Tudo isso leva tempo, principalmente no início, quando você ainda estará se adaptando à vida por conta própria. Sem planejamento e organização, será muito mais dificultoso aliar o cotidiano da casa com os seus estudos.

Essas são as nossas dicas para morar sozinho sem passar por muitas dificuldades. O fundamental nessa etapa é encarar a nova vida como uma grande experiência em construção e uma excelente oportunidade de crescimento e amadurecimento. Assim, você vai garantir lembranças felizes do seu tempo de faculdade!

Gostou do que falamos? Para saber mais sobre o mercado imobiliário em Viçosa e escolher sua moradia na cidade, assine nossa newsletter: você receberá nossas novidades sempre em primeira mão!

[rock-convert-cta id=”87″]

Você também pode gostar

4 comentários em “4 valiosas dicas para morar sozinho

Deixe um comentário